No dia 11 de setembro, lembramos dos ataques que ocorreram nos Estados Unidos no ano de 2001. Muitos de nós ainda temos na memória a imagem dos quatro aviões que foram seqüestrados. Três deles foram usados em atos terroristas, sendo lançados sobre prédios, causando a morte de milhares de pessoas. Vamos conhecer (ou relembrar) 15 curiosidades sobre os ataques terroristas nos Estados Unidos.

Esta lista foi extraída e adaptada da Wikipédia e do Guia dos Curiosos.

Ataque às torres gêmeas de Nova Iorque

– Na manhã daquele dia, 19 terroristas da Al-Qaeda sequestraram quatro aviões comerciais a jato de passageiros. Os sequestradores intencionalmente bateram dois dos aviões contra as Torres Gêmeas do World Trade Center, em Nova Iorque. Ambos os prédios desmoronaram em duas horas.

– O terceiro avião caiu contra o Pentágono, em Arlington, nos arredores de Washington, D.C. O quarto avião caiu em um campo próximo de Shanksville, na Pensilvânia, depois que alguns de seus passageiros e tripulantes tentaram retomar o controle do avião. Não houve sobreviventes em qualquer um dos voos.

– Durante o sequestro dos aviões, os terroristas usaram armas para esfaquear e matar os pilotos, os comissários de voo e os passageiros. Relatórios feitos com as chamadas telefônicas vindas dos aviões indicaram que as facas foram usadas para ferir atendentes e, em ao menos um caso, em um passageiro.

– Alguns passageiros foram capazes de fazer ligações, usando o serviço de telefone da cabine e celulares, e fornecer detalhes, inclusive de que vários dos sequestradores que estavam a bordo de cada avião tinham usado sprays químicos contra a tripulação, como gás lacrimogêneo ou spray de pimenta.

– Segundo a Federal Aviation Administration, que controla o tráfego aéreo nos Estados Unidos, às 9h49 de 11 de setembro, dia dos ataques terroristas, 3.667 aviões sobrevoavam o território americano. Ao meio-dia, é comum existirem cerca de 5.000 vôos. Às 11h40 daquele dia, apenas 290 vôos foram registrados.

– O total de mortos foi de 2.996 pessoas, incluindo os 19 sequestradores. A esmagadora maioria das vítimas era civil, incluindo cidadãos de mais de 70 países. Além disso, há pelo menos um óbito secundário,  pois uma pessoa teria morrido por doença pulmonar devido à exposição à poeira do World Trade Center.

– As vítimas foram distribuídas da seguinte forma: 246 nos quatro aviões (onde não houve sobreviventes), 2606 na cidade de Nova Iorque e 125 no Pentágono. Todas as mortes ocorridas foram de civis, exceto por 55 militares atingidos no Pentágono.

– Pelo menos 353 pessoas que ficaram presas nas torres gêmeas do World Trade Center (WTC) no dia 11 de setembro conseguiram falar com pessoas fora dos prédios. Entre telefonemas e e-mails, haviam mensagens de desespero, de despedida e até de tranqüilização.

– Em 2002, um integrante da lista oficial de desaparecidos foi encontrado em uma clínica de Nova York. Gerge Sims sofria de amnésia e apresentava sintomas de esquizofrenia. Segundo a família, ele estava “vendendo coisas” nas proximidades do WTC no dia do acidente.

– Jornalistas do canal Al Jazeera afirmaram que a Al-Qaeda inicialmente tinha planejado fazer com que os aviões sequestrados atingissem instalações nucleares em vez das torres do WTC e Pentágono, mas foi decidido não atacar as centrais nucleares por causa de temores de que os ataques poderiam sair da controle.

Osama Bin Laden

– Nos dias seguintes ao episódio, houve uma queda significativa no número de passageiros das companhias aéreas em todo o mundo. Por receio de voar, muita gente desistiu. E o medo ainda persistiu. Tanto é que empresas europeias alteraram escalas ou cancelaram voos para os EUA marcados para 11/09/2002.

– Algumas bolsas de valores estadunidenses ficaram fechadas no resto da semana seguinte ao ataque e registraram enormes prejuízos ao reabrir, especialmente nas indústrias aérea e de seguro. O desaparecimento de bilhões de dólares em escritórios destruídos causaram sérios danos à economia norte-americana.

– No dia 16 de setembro de 2001, Bin Laden – líder da Al-Qaeda – negou qualquer participação nos atentados lendo um comunicado que foi emitido por ele através do canal Al Jazeera. Ele teria dito: “Insisto que não executei este ato, que parece ter sido realizado por indivíduos com seus próprios motivos”.

– Entretanto, em novembro de 2001, as Forças Armadas dos Estados Unidos encontraram uma fita de vídeo caseiro numa casa destruída em Jalalabad, Afeganistão, onde Bin Laden fala com Khaled al-Harbi. Em várias partes da fita Bin Laden reconhece ter planejado os ataques.

– Os Estados Unidos responderam aos ataques com o lançamento da Guerra ao Terror: o país invadiu o Afeganistão para derrubar o Taliban, que abrigou os terroristas da Al-Qaeda. Muitos outros países também reforçaram a sua legislação antiterrorismo e ampliaram os poderes de aplicação da lei.