Agora que já fizemos a análise completa do Enem, é hora de abordar cada um dos temas, especificamente. Considerando as questões do Enem analisadas, vamos verificar como República Velha é cobrado no Enem, os principais tópicos e conceitos.

República Velha é o período da História do Brasil que vai da proclamação da República, em 1889, até a subida de Getúlio Vargas ao poder, em 1930. Este período se divide em dois: República da Espada (1889 a 1894) e República Oligárquica (1894 a 1930).

República Velha no Enem

Para saber mais a respeito do tema, ficar fera e detonar no Enem, sugerimos a leitura atenta do resumo sobre a República da Espada e do resumo sobre a República Oligárquica. Você também pode obter um panorama completo do período assistindo ao vídeo sobre a República Velha, de Bóris Fausto.

Movimentos Sociais

Os movimentos sociais são temas recorrentes no Enem. Eles podem ser divididos em movimentos rurais (Guerra de Canudos e Guerra do Contestado) e movimentos urbanos (Revolta da Vacina e Revolta da Chibata). No geral, estes movimentos estão situados em um período de descontentamento com o poder republicano.

No resumo sobre a República Oligárquica, você vai obter mais detalhes sobre cada um destes movimentos sociais, seus principais líderes, causas e desdobramentos.

Coronelismo

Coronelismo foi uma prática comum na República Velha, apesar de existir até hoje em algumas regiões nordestinas. Esta prática ficou caracterizada pelo grande poder que alguns fazendeiros (chamados de coronéis) tinham, a ponto de influenciar os rumos políticos de uma cidade ou região.

Sendo o voto não-secreto, e através de violência ou suborno, os coronéis geralmente conseguiam eleger os políticos de sua preferência. Esta prática ficou conhecida como voto de cabresto.

Política do Café-com-Leite

A política do Café-com-Leite ficou caracterizada como a alternância no poder entre presidentes de São Paulo – que produzia café – e Minas Gerais – grande produtor de leite. Com algumas exceções durante o período, depois do mandato de um presidente indicado por São Paulo, assumia outro indicado por Minas Gerais.