Em visita ao blog da professora Miriam Salles, encontrei um artigo chamado 10 conselhos para evitar o “copiar e colar”. A ideia é basicamente fornecer estratégias para evitar utilizar as ferramentas acima citadas, direcionando a pesquisa e entrega dos trabalhos.

Copismo Escolar

Ela resgatou os conselhos de um site hispânico e traduziu para a nossa língua. Um excelente trabalho, aliás!

Vamos às dicas…

1- Valorize a opinião pessoal, as reflexões, ideias e comentários dos alunos: ao pedir trabalhos, utilize termos como “explique com as suas palavras”, ou “dê a sua opinião”. Da mesma forma, estimule a criação de blogs ou wikis para a troca de ideias.

2- Contextualize o trabalho: um trabalho específico e concreto sobre o assunto estudado será mais difícil de copiar.

3- Incentive a investigação nos trabalhos: que sejam os alunos que, depois da observação do meio, façam as perguntas aos especialistas e a consulta em diferentes fontes.

4- Peça que complementem o texto com outras ações de compreensão: tais como resumos, mapas conceituais, entrevistas, ilustrações, vídeos, fotos, entre outros.

5- Mude o enunciado do trabalho por um caso ou problema a ser resolvido: faça a informação partir de um estudo de caso, fazendo o aluno buscar soluções para dado problema. Isto estimula a compreensão, assimilação e transferência da informação procurada.

6- Utilize a técnica de Caça ao Tesouro: esta técnica faz com que o aluno, além de buscar a informação, analise e compreenda.

7- Peça as fontes utilizadas na pesquisa: muitos alunos não sabem como escrever a bibliografia ou citar um autor dentro do texto e simplesmente copiam da internet. É necessário ensinar como fazê-lo.

8- Utilize Webquests e Miniquests: estas técnicas são baseadas na aprendizagem construtivista e estimulam a investigação.

9- Complemente o trabalho com outros que envolvam a leitura e compreensão do tema: exemplos são apresentações em sala de aula, criação de painéis, fórums de discussão, entre outros.

10- Leve em conta o bom uso da internet nos critérios de avaliação: valorize a redação própria, a seleção da informação, apresentação dos dados mais relevantes sobre o tema, o formato e design do trabalho.

Ufa, é isso aí! Não se faz necessário utilizar todas as dicas, mas selecionar algumas que possam trazer a satisfação de ter um trabalho feito e entregue da maneira correta. Boas aulas!