Agora é prá valer!! Já fazia um tempo que eu vinha prometendo escrever esta dica, mas custei a publicá-la. Isto porque, como sou um cara pentelho criterioso, tentei encontrar mais fontes com sugestões para a rapaziada se dar bem em história. Encontrei a inspiração deste artigo no blog do professor Eustáquio Vidigal.

Luneta antiga sobre mapa histórico

Através de um roteiro simples, ele sintetiza o conjunto de conhecimentos necessários para evitar estudar história através da decoreba de fatos e datas. Estas dicas valem, especialmente, para alunos do ensino fundamental e médio.

A Dica

1- Situe o fato no tempo e espaço: Saber quando e onde ocorreu determinado fato histórico é condição elementar para saber história.
2- Analise o contexto histórico: contexto histórico é o conjunto de acontecimentos que cerca o fato em questão. É o ponto mais importante do roteiro, pois mostra que não existem fatos isolados. A noção do contexto histórico rompe com a decoreba de conteúdos.
3- Conheça os antecedentes: antecedentes são as causas de determinado fato histórico, e estão interligados ao contexto histórico. As causas permitem entender os motivos que levaram ao fato.
4- Compreenda o fato: isto é, entenda o evento propriamente dito, através de suas características e seu significado histórico.
5- Perceba os seus desdobramentos: desdobramentos são as consequências do fato estudado. Conhecer as consequências permite estabeleceremos um gancho para analisar o próximo fato histórico.

Aplicação

Exemplo de aplicação deste roteiro:

a) Fato Histórico: Primeira Guerra Mundial.
b) Espaço e Tempo: Europa, de 1914 a 1918.
c) Contexto Histórico: Imperialismo, Política de Alianças, Paz Armada.
d) Causas: Disputa de mercados imperialistas, Divergências político-econômicas, Revanchismos, Nacionalismo.
e) Evento: A guerra, O início, Blocos militares em conflito, Etapas, O término.
f) Consequências: Tratado de Versalhes, Fim da hegemonia européia, Surgimento de novas nações, EUA como potência mundial, Criação da Liga das Nações, Revanchismo alemão, Fortalecimento do nazi-fascismo.

Legal, não é? É trabalhoso também, mas vale a pena. Precisamos, urgentemente, romper com o ensino de história baseado na decoreba e este é um caminho legal. E se alguém quiser deixar novas sugestões para aplicar este roteiro, escolha um fato histórico e mande ver nos comentários ;-)