Na prova do Enem 2013, tente resolver esta questão sobre o crescimento econômico brasileiro no período do governo Juscelino Kubitschek e seus desdobramentos. A resolução está logo abaixo da questão, com comentários e habilidades cobradas na prova, assim como o resumo que você deve ler para aprofundar neste tema.

Questão: Política Desenvolvimentista de JK

                                                                                 Meta de Faminto
JK — Você agora tem automóvel brasileiro, para correr em estradas pavimentadas com asfalto brasileiro, com gazolina brasileira. Quer mais quer?
JECA — Um prato de feijão brasileiro, seu doutô!
THÉO. In: LEMOS, R. (Org.). Uma história do Brasil através da caricatura (1840-2001). Rio de Janeiro: Bom Texto; Letras & Expressões, 2001.

A charge ironiza a política desenvolvimentista do governo Juscelino Kubitschek, ao

a) evidenciar que o incremento da malha viária diminuiu as desigualdades regionais do país.
b) destacar que a modernização das indústrias dinamizou a produção de alimentos para o mercado interno.
c) enfatizar que o crescimento econômico implicou aumento das contradições socioespaciais.
d) ressaltar que o investimento no setor de bens duráveis incrementou os salários de trabalhadores.
e) mostrar que a ocupação de regiões interioranas abriu frente de trabalho para a população local.

Confira a resolução 😉

Resposta: C

Habilidade: Analisar diferentes processos de produção ou circulação de riquezas e suas implicações sócio-espaciais.

Resolução: O governo de Juscelino Kubitschek ficou conhecido pelo Plano de Metas, cujo slogan era desenvolver o Brasil “50 anos em 5”. Por este motivo, o plano também é chamado de desenvolvimentista e, devido à sua pretensão, o governo JK também pode ser considerado populista. De qualquer forma, a questão levanta uma hipótese: o desenvolvimento econômico nem sempre significa melhoria nas condições de vida da população.

Resumo: Período Democrático