Na prova do Enem 2013, tente resolver esta questão sobre a instituição de leis para os plebeus romanos e a conquista de direitos  por grupos menos privilegiados na Roma Antiga. A resolução está logo abaixo da questão, com comentários e habilidades cobradas na prova, assim como o resumo que você deve ler para aprofundar neste tema.

Questão: Leis para os plebeus romanos

Durante a realeza, e nos primeiros anos republicanos, as leis eram transmitidas oralmente de uma geração para outra. A ausência de uma legislação escrita permitia aos patrícios manipular a justiça conforme seus interesses. Em 451 a.C., porém, os plebeus conseguiram eleger uma comissão de dez pessoas — os decênviros — para escrever as leis. Dois deles viajaram a Atenas, na Grécia, para estudar a legislação de Sólon.
COULANGES, F. A cidade antiga. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

A superação da tradição jurídica oral no mundo antigo, descrita no texto, esteve relacionada à

a) adoção do sufrágio universal masculino.
b) extensão da cidadania aos homens livres.
c) armação de instituições democráticas.
d) implantação de direitos sociais.
e) tripartição dos poderes políticos.

Confira a resolução 😉

Resposta: B

Habilidade: Analisar as lutas sociais e conquistas obtidas no que se refere às mudanças nas legislações ou nas políticas públicas.

Resolução: Esta questão apresenta um problema, pois foca na experiência romana, mas estende o enunciado a todo o mundo antigo, tornando a interpretação abrangente demais. A ideia de cidadania grega diferia da romana. No primeiro caso, o conceito de cidadania estava restrita a grandes proprietários de terra. No caso romano, os plebeus também adquiriram direitos a partir de mudanças na legislação.

Resumo: Roma Antiga