Na prova do Enem 2009, tente resolver esta questão sobre a situação da escravidão no Brasil e no mundo no período da independência do Brasil. A resolução está logo abaixo da questão, com comentários e habilidades cobradas na prova.

Escravos carregando produtos no porto

Para ter mais informações sobre este exame nacional, dê uma olhada no post Tudo sobre o Novo Enem.

Questão

Questão 65:

No tempo da independência do Brasil, circulavam nas classes populares do Recife trovas que faziam alusão à revolta escrava do Haiti:

Marinheiros e caiados
Todos devem se acabar,
Porque só pardos e pretos
O país hão de habitar.

(AMARAL, F. P. do. Apud CARVALHO, A. Estudos pernambucanos.
Recife: Cultura Acadêmica, 1907).

O período da independência do Brasil registra conflitos raciais, como se depreende

a) dos rumores acerca da revolta escrava do Haiti, que circulavam entre a população escrava e entre os mestiços pobres, alimentando seu desejo por mudanças.
b) da rejeição aos portugueses, brancos, que significava a rejeição à opressão da Metrópole, como ocorreu na Noite das Garrafadas.
c) do apoio que escravos e negros forros deram à monarquia, com a perspectiva de receber sua proteção contra as injustiças do sistema escravista.
d) do repúdio que os escravos trabalhadores dos portos demonstravam contra os marinheiros, porque estes representavam a elite branca opressora.
e) da expulsão de vários líderes negros independentistas, que defendiam a implantação de uma república negra, a exemplo do Haiti.

Confira a resolução 😉

Resposta: A

Habilidade: Analisar as lutas sociais e conquistas obtidas no que se refere às mudanças nas legislações ou nas políticas públicas.

Comentários: Mesmo com exemplo da revolução dos escravos no Haiti, o escravismo no Brasil só acabou oficialmente em 1888. As alternativas B, C e D são anacrônicas, pois se refere a fatos que só ocorreram depois da Independência do Brasil. A alternativa E é incorreta pois não houve um movimento sólido em prol da existência de uma república negra no Brasil.