Na prova do Enem 2006, tente resolver esta questão sobre alguns fatos relacionados com a política do chamado Período Democrático e suas implicações no futuro do Brasil. A resolução está logo abaixo da questão, com comentários e habilidades cobradas na prova.

Manifestação a favor de Getúlio Vargas

Para ter mais informações sobre este exame nacional, fique atualizado nas notícias sobre o Enem.

Questão

Questão 17:

A moderna democracia brasileira foi construída entre saltos e sobressaltos. Em 1954, a crise culminou no suicídio do presidente Vargas. No ano seguinte, outra crise quase impediu a posse do presidente eleito, Juscelino Kubitschek. Em 1961, o Brasil quase chegou à guerra civil depois da inesperada renúncia do presidente Jânio Quadros. Três anos mais tarde, um golpe militar depôs o presidente João Goulart, e o país viveu durante vinte anos em regime autoritário.

A partir dessas informações, relativas à história republicana brasileira, assinale a opção correta.

a) Ao término do governo João Goulart, Juscelino Kubitschek foi eleito presidente da República.
b) A renúncia de Jânio Quadros representou a primeira grande crise do regime republicano brasileiro.
c) Após duas décadas de governos militares, Getúlio Vargas foi eleito presidente em eleições diretas.
d) A trágica morte de Vargas determinou o fim da carreira política de João Goulart.
e) No período republicano citado, sucessivamente, um presidente morreu, um teve sua posse contestada, um renunciou e outro foi deposto.

Confira a resolução

Resposta: Letra E

Habilidade: Relacionar cidadania e democracia na organização das sociedades.

Comentários: Esta questão envolve interpretação de um texto relacionado aos presidentes do Período Democrático, na história do Brasil, e leva a uma questão importante: se a interpretação do texto basta para resolver a questão, é realmente necessário ter conhecimento do conteúdo? A resposta é SIM, primeiro porque o conhecimento do conteúdo torna a resposta mais ágil, o que é importante para o tempo limitado para resolver as provas do Enem. Segundo, porque, sem conhecimento do conteúdo, e especialmente neste caso, o candidato pode cair no erro do anacronismo, que é associar eventos a períodos em que eles não ocorreram.