Na prova do Enem 2004, tente resolver esta questão sobre a crítica social do pintor Cândido Portinari em relação às mais variadas representações do pé humano e seus significados subjacentes. A resolução está logo abaixo da questão, com comentários e habilidades cobradas na prova.

Para ter mais informações sobre este exame nacional, fique atualizado nas notícias sobre o Enem.

A obra de Cândio Portinari é carregada de questões sociais, cuja abordagem nunca entrou em choque com governos mais autoritários, como no caso do governo do Estado Novo implantado por Getúlio Vargas, em 1937. Da mesma forma, ele se aproximou da arte europeia sem desagradar o grande público.

 Questão

Questão 23:

Cândido Portinari (1903-1962), em seu livro Retalhos de Minha Vida de Infância, descreve os pés dos trabalhadores.

Pés disformes. Pés que podem contar uma história. Confundiam-se com as pedras e os espinhos. Pés semelhantes aos mapas: com montes e vales, vincos como rios. (…) Pés sofridos com muitos e muitos quilômetros de marcha. Pés que só os santos têm. Sobre a terra, difícil era distingui-los. Agarrados ao solo, eram como alicerces, muitas vezes suportavam apenas um corpo franzino e doente.
(Cândido Portinari, Retrospectiva, Catálogo MASP)

As fantasias sobre o Novo Mundo, a diversidade da natureza e do homem americano e a crítica social foram temas que inspiraram muitos artistas ao longo de nossa história. Dentre estas imagens, a que melhor caracteriza a crítica social contida no texto de Portinari é

Alternativas de questão do Enem sobre Portinari

Confira a resolução 😉

Resposta: Letra E

Habilidade: Comparar pontos de vista expressos em diferentes fontes sobre determinado aspecto da cultura.

Comentários: Esta questão confronta o texto e a imagem, sendo que, ao contrário do padrão, o texto serve de apoio à imagem, e não o contrário. Neste caso, o candidato deve procurar a imagem que mais se adeque a descrição de Portinari. A imagem que mais representa sofrimento e sacríficio, é a última.