O História Digital foi apontado como referência pelo Instituto Claro, e isso me deixou muito feliz. Afinal, quem não gosta de ter o seu trabalho reconhecido? Este blog surgiu em fevereiro de 2009. Na época, não tinha grandes pretensões, queria apenas divulgar algumas atividades em sala de aula. No entanto, o projeto mudou o rumo e o foco, naturalmente. Hoje tenho mais de 1200 pageviews por dia e mais de 1000 comentários em 130 artigos. Ou seja, o blog está crescendo, cada vez mais.

Cubos digitais voando

Outro detalhe, que me deixou contente, foram os pré-requisitos que o Instituto Claro utilizou para selecionar a lista de blogs:

  • apresentação de conteúdos interessantes e abordados de forma inédita;
  • textos que refletem uma postura crítica do autor, mas que, ao mesmo tempo, não excedem o limite do opinativo;
  • uso de ferramentas como vídeos, podcasts, além de boas imagens ou ilustrações;
  • lista de links que permite aos visitantes conhecer outros blogs interessantes sobre a mesma temática;
  • rica nuvem de tags;
  • atualização frequente

Legal que o História Digital cumpre com estes pré-requisitos. Legal também estar lado a lado com grandes feras de nossa educação, como o @Novelino, @rafael_parente, @gladislsantos e @miriansalles. O artigo, produzido por Giulliana Bianconi, destaca o seguinte:

Diferente dos blogs citados acima, o História Digital, como próprio nome já sugere, volta-se para uma disciplina específica. Mas, para os professores que já se livraram, ao menos um pouco, das amarras do currículo escolar tradicional, a visita vale a pena independentemente de qual seja “sua disciplina”. Isso porque no blog o professor Michel Goulart, também arqueólogo, oferece dicas diversas como, por exemplo, sobre o Enem. Sem falar que os vídeos, alguns com historiadores consagrados, como Bóris Fausto, podem ser interessantes para a formação de qualquer pessoa. Para estudantes, o blog é uma fonte de games, podcasts, vídeos, mapas. Tudo isso é apresentado ao visitante com uma linguagem despojada, livre de formalidades. Entre os downloads possíveis mais interessantes estão os resumos e podcasts que contêm alguns dos principais pontos de discussão das aulas do professor. Podem também ser acessados na própria página, em slide ou áudio.

Leia o artigo completo

Gostaria de aproveitar e agradecer aos leitores deste blog, pelo apoio, pelas críticas e sugestões que, certamente, contribuem para a melhoria de nosso projeto. Valeu, pessoal!