O livro Os Trabalhadores, de Eric Hobsbawm, contém diversos ensaios sobre questões e episódios de um campo no qual o autor é reconhecidos como uma das autoridades científicas: a história do movimento operário. São estudos que tratam das condições de trabalho na época da rainha Victoria, no século XIX, e os reflexos nos movimentos operários do século XX.

Capa do livro Os Trabalhadores

>> Compre na Livraria Saraiva (R$ 58,00)

O livro foi lançado em 2010 (o original é de 2000) e conta com 446 páginas. Ao ler, você vai conferir

  • Dividido em quatro grupos de assunto, o livro inclui estudos sobre o “novo socialismo” de 1889-1914, o renascimento do socialismo na Inglaterra no final do século XIX e documentos gerais que abrangem um período cronológico mais amplo dos movimentos trabalhistas.
  • Dentre outros pontos, o livro trata da ação das trade unions, a revolta “luddista” contra as máquinas, o socialismo Fabiano, as críticas feitas a Marx por alguns escritores ingleses.
  • Os ensaios reunidos pelo autor enfocam, principalmente, as razões que impediram o movimento trabalhista de se tornar eficiente. Sem ser um estudo definitivo, pode-se dizer que as análises são inteligentes, fecundas e estimulantes.
  • Pode-se dizer: ninguém pode aprofundar seus conhecimento da história moderna do trabalho sem passar, num dado momento pelo estudo destes ensaios do historiador britânico.
  • A maioria dos artigos inseridos no livro foram escritos para publicações diárias não-especializadas visando ao interesse geral. Os trabalhadores é uma excelente opção de leitura para os apreciadores do gênero e também para o público em geral, não especialista.