O livro O Castelo de Papel, de Mary Del Priore, narra a biografia cruzada da princesa Isabel e seu marido, o conde d’Eu. Ele, um nobre europeu, neto do último rei da França. Ela, obediente filha e herdeira do Império do Brasil. Em comum, a formação rígida e a devoção religiosa. A união por interesses familiares não impediu que fossem apaixonados por toda a vida, representando o retrato acabado do romance do século XIX.

Capa do livro O Castelo de Papel

>> Compre na Livraria Saraiva (R$ 34,50)

>> Compre na Loja Submarino (R$ 25,50)

O livro foi lançado em 2013 e conta com 320 páginas. Ao ler, você vai conferir

  • Entre as fábulas de princesa e o panorama político, o Castelo de Papel mostra um mundo em transição.
  • Baseado em uma vasta documentação, o livro reconstrói o mundo que dava sentido ao romance dos dois personagens, conduzindo o leitor a um dos períodos mais interessantes de nossa história.
  • Um tempo onde reis perdiam suas coroas, barões eram aposentados de sua grandeza, mas que, como mostra o romance, príncipes e princesas ainda casavam e eram felizes para sempre.
  • Através do romance da princesa Isabel com o conde D’Eu, Mary del Priore revela a participação de ambos no movimento abolicionista, a derrocada do Império, a intimidade do casal e as tensões com o Imperador. E tudo como se o leitor estivesse dentro do palácio.
  • De origens distintas, ambos assumiram uma cumplicidade amorosa, porém assustada, diante da aceleração dos fatos, ao encarar o modo como a jovem sociedade brasileira se encaminhava para a modernidade republicana.