O livro Memórias de uma Guerra Suja, de Cláudio Guerra, revela os bastidores de uma parte do trabalho de destruição da esquerda brasileira durante os anos 70 e início dos 80. É o depoimento de um ex-delegado do DOPS que foi o principal agente de um grupo de militares fora do comando oficial das Forças Armadas.

Livro Memórias de uma Guerra Suja

>> Compre na Livraria Saraiva (R$ 43,90)

>> Compre na Loja Submarino (R$ 43,90)

O livro foi lançado em 2012 e conta com 291 páginas. Ao ler, você vai ver que

  • No início da Ditadura Militar, os militares foram autorizados pelo Governo Federal a promover a matança e o aniquilamento da esquerda, o que incluía o desaparecimento dos corpos das vítimas.
  • À medida que o regime militar ia recrudescendo, os mesmos militares começaram a se rebelar contra o comando oficial.
  • O nome do autor não está em nenhuma das listas de agentes torturadores, feitas pelas organizações de esquerda, porque na verdade ele nunca torturou ninguém: sua missão era matar.