O livro Cidadão do Mundo-O Brasil Diante do Holocausto e dos Judeus Refugiados do Nazifascismo (1933-1948), de Maria Luiza Carneiro, documenta e historia, de forma contundente, o rechaço oficial aos judeus não somente no período autoritário da Era Vargas, o Estado Novo, mas também na “transição democrática” do quinquênio Dutra.

Livro-Cidadao-do-Mundo

>> Compre na Livraria Saraiva (R$ 79,00)

O livro foi lançado em 2010 e contém 480 páginas. Ao ler, você vai conferir

  • A autora analisa, com a objetividade da experiente pesquisadora que é,  documentos descobertos em arquivos brasileiros e estrangeiros que revelam um passado de discriminação das vítimas do Holocausto.
  • Os documentos também demonstram que o racismo em geral e, em particular, o antissemitismo, mais do que a política equivocada de um governo, é um traço característico, talvez um preconceito introjetado, de alguns círculos da elite brasileira, sejam eles políticos, militares ou diplomáticos,
  • Uma força subjacente que confere sentido a certas posições assumidas por nossa diplomacia no passado, e cujos desdobramentos ainda se fazem presentes.
  • Por todos esses aspectos, trata-se, pois, de uma obra corajosa que propiciará ao leitor um mergulho profundo nos subterrâneos de políticas que nem sempre foram abertamente declaradas e uma visão objetiva de seu sentido.