O livro A Era dos Imperios [1875-1914], de Eric Hobsbawm, faz uma análise dos anos que definiram o mundo no século XX, quando um longo período de paz, expansão capitalista e dominação europeia desembocou em guerra e crise. Integra a cultura, a política e a vida social das décadas que antecederam à Primeira Guerra Mundial, construindo uma interpretação estimulante e inovadora.

Capa do livro A Era dos Impérios

>> Compre na Livraria Saraiva (R$ 60,00)

O livro foi lançado em (o original é 1987) e conta com 608 páginas. Ao ler, você vai conferir

  • O autor examina a criação dos vastos impérios europeus que duraram apenas uma ou duas gerações, e analisa também a explosão na cultura e nas artes, com Freud, Einstein, Schönberg e Picasso. Desta forma, integra a cultura, política e a vida social.
  • O livro tem a pretensão de apreciar o século XIX como medida de tudo aquilo que se gerou a partir de 1776 e que se estenderá até 1914 no início da Primeira Grande Guerra Mundial.
  • O fim de um longo século XIX, constituído pela e para a burguesia terminaria aqui, começando agora uma nova era marcada pelo início da formação de uma nova personalidade, sem contudo romper com o passado capitalista e imperialista.
  • O autor pretende demonstrar a responsabilidade do passado com os atos do presente e, desta forma, salientar a inegável continuidade da história.
  • A apelidada era do império, que nasceu a partir da Revolução Industrial, carrega certa culpa histórica, pois se verifica a interligação desta era marcada pelo triunfo e pela transformação do capitalismo com a era em que somos hoje seres integrantes.