O livro A Era de Napoleão, de Alistair Horne, aborda o período entre 1796 e 1815, indo desde a ascensão à queda do líder francês, passando pelas mudanças dramáticas em curso na França e nos demais países europeus vizinhos. Com estilo elegante e direto, o autor foca nas conquistas não militares de Napoleão, no seu gosto pelo poder, na sua versatilidade e energia inesgotável e em como era viver na França sob seu reinado.

Capa do livro A Era de Napoleão

>> Compre na Livraria Saraiva (R$ 39,90)

>> Compre na Loja Submarino (R$ 39,90)

O livro foi lançado em 2013 e conta com 232 páginas. Ao ler, você vai conferir

  • Durante quase duas décadas, Napoleão Bonaparte impôs suas ideias e personalidade com êxito – de seu cultuado exército a edificações suntuosas, das roupas a decoração e ornamentação pública, das leis à ópera, da conduta sexual aos dias do calendário.
  • Nascido em meio à pobreza na Córsega, Napoleão Bonaparte foi alçado ao poder nos anos turbulentos que se seguiram à Revolução Francesa, quando a maior parte da Europa se voltava contra a França. Herdeiro da revolução, não foi um revolucionário, mas um reformador e modernizador.
  • Alçado imperador da França em 1804 com o título de Napoleão I, ambicionava fazer de “Paris não apenas a cidade mais bela do mundo, mas a mais bela que já existiu, e também a mais bela que jamais poderia existir”.
  • Por meio de uma série de vitórias brilhantes e improváveis, conquistadas tanto por sua notável habilidade em inspirar suas tropas quanto pelo talento militar, Napoleão trouxe uma paz triunfante que o transformou no ídolo da França e, mais tarde, em seu governante absoluto.
  • O autor guia os leitores por meio de cada aspecto de seu governo: do compromisso francês com uma aristocracia baseada no mérito e não mais na hereditariedade ao código civil napoleônico – seu legado mais importante e duradouro – incluindo também aspectos culturais e da vida cotidiana.
  • No centro da história, está um homem singular, cuja ambição, força de vontade e habilidade para comandar transformou a Europa, lançando as bases do mundo moderno. Sua derrocada se deu em 1815, mas seu ideário já havia sido amplamente difundido.