O filme Ágora se passa em Alexandria, Egito, que, no período de 355 d.C., se encontrava sob domínio do Império Romano. A  história gira em torno de Hipátia, grande filósofa grega e mostra também o cristianismo em seu início, com seus já conflitos com pagãos e a destruição da Biblioteca de Alexandria.

Capa do filme Ágora, de 2009

>> Compre na Livraria Saraiva (R$ 29,90)

Dados Técnicos

Diretor: Alejandro Amenába
Duração: 127 minutos
Ano: 2009
País: Espanha
Gênero: Drama
Cor: Colorido

Curiosidades

  • O filme teve alguns problemas jurídicos em alguns países, principalmente no Egito. O país alegava que o filme retratava insultos religiosos inaceitáveis. Instituições católicas também protestaram, alegando que o filme passava imagens negativas no cristianismo.
  • Irene A. Artemi, doutora em Teologia da Universidade de Atenas, afirma que “o filme – embora aparentemente não se volte contra a religião cristã,retrata os cristãos como fundamentalistas, obscurantistas, ignorantes e fanáticos”.
  • Ao contrário do que alguns imaginam, Hipátia não é um personagem fictício, não só existiu como também obteve significantes descobertas científicas, e é considerada a primeira mulher matemática da história.
  • O papel de Cirilo, Bispo e patriarca de Alexandria ainda é controverso entre os historiadores. Relatos indicam um religioso fanático, e que era capaz de fazer de tudo para defender sua fé. É apontado como mandante do assassinato de Hipátia.
  • Antonio Mampaso, astrofísico espanhol e um dos conselheiros científicos do filme, declarou em uma entrevista que nenhum trabalho de Hipátia sobreviveu , mas acredita-se que seus principais campos de estudo foram a geometria e astronomia.
  • A maior parte das locações do filme teve, como cenário, a Ilha de Malta.