O estudo do tempo é um tema importante em História. Afinal, sem o tempo não há passado e sem passado não há História. Não obstante a importância teórica envolvida em nossa querida disciplina, estudar o tempo também serve para percebermos que nossa forma de contar o tempo não é a única que existe. Cada cultura cria uma maneira de mensurar o tempo. E esta lista vai mostra que, além do velho relógio de pulso, muitas outras formas já foram criadas no decorrer da história.

1- Ampulheta

Foto de uma ampulheta, instrumento para contar o tempo

A Ampulheta é um instrumento que foi criado por volta do séc. VIII. Também é conhecida como relógio de areia. É constituída de duas âmbulas e um pequeno orifício, com uma certa quantidade de areia, cuja passagem de um âmbulo ao outro serve para marcar o tempo. Era frequentemente utilizada em navios e igrejas.

2- Relógio de Sol

Foto de um relógio de sol, instrumento para contar o tempo

O Relógio de Sol foi criado por volta de 1500 a.C. Ele mede a passagem do tempo pela observação da posição do Sol. Os tipos mais comuns, como os conhecidos “relógios de sol de jardim”, são formados por uma superfície plana que serve como mostrador, onde estão marcadas linhas que indicam as horas, e por um pino ou placa, cuja sombra projetada sobre o mostrador funciona como um ponteiro de horas em um relógio comum.

3- Clepsidra

Desenho de uma clepsidra, ou relógio de água, instrumento para contar o tempo

A Clepsidra foi criada por volta de 1400 a.C. Também chamada de relógio de água, foi um dos primeiros sistemas criados pelo homem para medir o tempo. Trata-se de um dispositivo movido à água, que funciona por gravidade, no mesmo princípio da ampulheta (de areia). O tipo mais comum utiliza dois recipientes, um com água e outro vazio. A água passa para o recipiente vazio, levantando uma boia atrelada a um ponteiro, que marca o tempo.

4- Relógio de Vela

Foto de um relógio de vela, instrumento para contar o tempo

O Relógio de Vela foi criado por volta do séc. VIII. Consiste em uma vela normal, demarcada com uma escala horária. O tempo é marcado pela velocidade de queima da vela. Foi bastante usado pelas cortes europeias do Antigo Regime. Sua utilização se dava principalmente no período noturno, servindo tanto para marcar as horas como para produzir luz. Velas de espessuras diferentes eram empregadas de acordo com os períodos de tempo que se desejasse marcar.

5- Relógio de Pêndulo

Foto de um relógio de pêndulo, instrumento para contar o tempo

O Relógio de Pêndulo foi criado no ano de 1656. Utiliza pesos para fornecer a energia necessária para mover os ponteiros. A partir e do século XX, este instrumento foi superado em precisão pelo relógio de quartzo e depois pelo relógio atômico, mas continua a ter certo emprego pelo seu valor estético e artístico. A regularidade no movimento de um pêndulo foi estudada por Galileu Galilei no século XVI, mas a invenção do relógio de pêndulo é atribuída ao holandês Christiaan Huygens.

6- Relógio Atômico

Foto de um relõgio movido a energia atômica, para contar o tempo

O Relógio Atômico foi criado em 1955. Seu funcionamento depende das propriedades do átomo. Desde 1967, a definição internacional do tempo baseia-se num relógio atômico, assim como os relógios, satélites e aparelhos de última geração. Ele é considerado o mais preciso já construído pelo homem e mesmo assim atrasa: 1 segundo a cada 65 mil anos!