A Guerra de Secessão, também conhecida como Guerra Civil Americana, foi um conflito envolvendo o norte (denominados União ou ianques) e o sul (denominados Confederação ou confederados) dos Estados Unidos, entre 1861 e 1865.

A guerra teve sua origem na controversa questão da escravidão, especialmente nos territórios ocidentais. A pressão pela libertação dos escravos fez o sul iniciar uma campanha pela separação, sendo que a palavra “secessão” significa separação. A guerra terminou com a vitória do norte sobre o sul.

Guerra-Secessao-Bandeira-Confederados

Bandeira dos estados da Confederação

– Após quatro anos de sangrentos combates, a Confederação entrou em colapso, a escravidão foi abolida, um complexo processo de reconstrução começou, a unidade nacional retornou e a garantia de direitos civis aos escravos libertos começou.

– Com a abolição da escravidão, diversos negros foram colocados em posição de comando no governo dos Estados Unidos. O sentimento de humilhação sentido pelo sul, favoreceu o surgimento de sociedades secretas como a Ku Klux Klan, que perseguiam os negros e pregavam a segregação racial.

– Foi a guerra mais mortal na história dos Estados Unidos, resultando na morte de cerca de 750 mil soldados, fora civis. O historiador John Huddleston estima o número de mortos em 10% de todos os homens do norte entre 20 e 45 anos e 30% de todos os homens brancos do sul com idades entre 18 e 40 anos.

– Mais de 60 mil livros e artigos foram escritos sobre a Guerra de Secessão, fazendo desta guerra uma das guerras sobre as quais mais se escreveu na história da literatura. O poeta Walt Whitman predisse, corretamente, após o fim da guerra: “Uma grande literatura deverá surgir desta era de quatro anos”.

– Durante a guerra, quando as tropas voltavam para o quartel após uma batalha sem nenhuma baixa, os soldados escreviam em uma placa imensa: “0 killed” (zero mortos). Daí surgiu a famosa expressão o.k., que quer dizer que está tudo bem.

Guerra-Secessao-Soldado-Amputado

Soldado amputado na guerra

– As condições de vida dos soldados que lutaram na Guerra de Secessão eram precárias. Os soldados eram muito mal pagos. As roupas eram precárias, feitas de lã crua, não processada. Tais roupas costumavam esfacelar-se na primeira chuva.

– A saúde dos soldados também era precária. Morriam menos soldados em batalha do que por doenças tais como cólera, disenteria, febre tifoide, malária e tuberculose. Fratura e deslocamentos nos braços e/ou nas pernas resultavam, quase sempre, em amputação.

– O salário de um soldado branco da União era de 13 dólares mensais, mais um incentivo anual de 42 dólares, para a compra de roupas. O salário mensal de soldados da confederação, até 1864, era de 11 dólares mensais. Em julho de 1864, devido à inflação, o salário foi aumentado para 18 dólares mensais.

– A maioria dos soldados usava rifles capazes de atirar apenas um tiro por vez, tendo de ser então recarregados. O processo de atirar, recarregar e atirar novamente tomava um tempo médio de meio minuto, no qual o portador da arma ficava em uma situação extremamente vulnerável.

– As mulheres tiveram um papel essencial nos hospitais e outros institutos de saúde. Entre elas, está Mary Walker, uma cirurgiã, e única mulher a receber a Medalha de Honra dos Estados Unidos. Milhares de mulheres atuaram como voluntárias, trabalhando como enfermeiras.

Guerra-Secessao-Batalha-Encouracados

Confronto entre os encouraçados CSS Virginia (Confederação) e do USS Monitor (União)

– O conflito gerou vários avanços na área militar. Pela primeira vez, rifles de repetição foram utilizados em escala significativa. Armas de fogo de cadência rápida, precursoras das modernas metralhadoras, foram aprimoradas.

– Foi a primeira guerra onde balões foram utilizados com o propósito de reconhecimento aéreo. Pela primeira vez, encouraçados foram utilizados em guerra, bem como submarinos capazes de destruir outros navios. minas terrestres e aquáticas ganharam uso em quantidade sem precedentes no mundo ocidental.

– A Guerra de Secessão foi uma das primeiras guerras industriais. Estradas de ferro, telégrafo, navios a vapor e armas produzidas em massa foram utilizados extensivamente. A mobilização de fábricas, minas, estaleiros, bancos, transportes e alimentos civis prenunciavam a Primeira Guerra Mundial.

– Muitos dos confederados que abandonaram o Sul dos Estados Unidos emigraram para outros países, entre eles o Brasil, buscando fugir não somente da recessão econômica, bem como da perseguição e discriminação que se seguiu contra a população confederada.

– Os confederados encontraram no Brasil terra produtiva para o plantio de culturas das quais eles tinham ampla experiência, como algodão, milho e melancia. Entre quatro mil a vinte mil confederados se instalaram principalmente em Santa Bárbara d’Oeste, e Americana, que leva no nome a marca da imigração.