É muito bacana quando os alunos demonstram criatividade em projetos e avaliações que propomos em sala de aula. As vezes o resultado é tão bom, que facilmente nos surpreende. Foi o caso de dois trabalhos sobre a Vinda dos Imigrantes Europeus para o Brasil, desenvolvido por alunos do sétimo ano do colégio Energia de Urussanga-SC.

No geral, as HQ’s abordam o fim gradativo da mão-de-obra escravista, o sistema de parceria, as dificuldades encontradas pelos imigrantes, a colonização do sul de SC, entre outros temas. Tudo no contexto do Segundo Reinado, durante o governo de D. Pedro II.

Imigração Europeia no Sul do Brasil

Antes de 1870, dificilmente o número de imigrantes excedia a duas ou três mil pessoas por ano. A imigração europeia cresceu primeiro pressionada pelo fim do tráfico internacional de escravos para o Brasil, depois pela expansão da economia, principalmente no período das grandes plantações de café no estado de São Paulo.

A colonização italiana se deu em maior expressividade no sul do estado, no vale do rio Tubarão, as colônias de Azambuja, Pedras Grandes e Treze de Maio: no vale do Urussanga, os núcleos de Urussanga, Acioli de Vasconcelos (atual Cocal) e Criciúma. Outras colônias foram criadas e ocupadas por italianos vindos do Rio Grande do Sul.